terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Loucura? Não , a ajuda que eu precisava....

E ai como é que você está?

Sei lá, acho que não estou muito bem.


E quando se rompe o silêncio do pensamento, quando a pergunta é externa tudo muda de figura, nada é mais como antes, as coisas não fazem mais sentido, o nexo foi perdido e tudo se perde em uma confusão estarrecedora, uma complexidade exaustiva que nos leva pra longe, cada vez mais longe da paz que buscamos.


Paz? Você acha mesmo que pode ter paz vivendo assim?

Não sei, não sei mesmo, ta tudo tão estranho, tão confuso, às vezes eu não sei o que fazer, não sei o que pensar.


E quando não se sabe o que fazer, o que pensar como agir só se faz a coisa errada, tudo é precipitado, tudo acontece da forma mais fácil, mais cômoda e sinceramente viver assim não tem a menor graça.


Viver? Bom seria se isso fosse vida.

Você não tem o direito de me julgar, e como anda a sua vida?


Com certeza, essa é uma aliada perfeita a arma que sempre uso quando alguém tenta me julgar, me faço de espelho e lanço sem piedade: Enxergue-se, observe como anda a sua vida.

Piedade, não quero que ninguém tenha pena de mim, isso é patético.


Rs muito engraçada você, a pessoa mais dramática do mundo não querer piedade.

Eu dramática? Eu tento tanto não ser assim, acho que tentativas frustradas, droga, mas que seja não vou mais não querer ser eu.


Querer? Como se você valorizasse aquilo que realmente quer, há muito tempo você permite que os outros ditem suas vontades, seus anseios.

Você acha mesmo que to assim? Preciso repensar minha vida, repensar meus atos.


Seus atos, Ah seus atos, esses tem me surpreendido muito ultimamente, sempre observei muito você, procurava referência. Hoje continuo a te observar, mas como exemplo daquilo que eu não faria.


Isso foi forte, muito forte, sinto vontade de chorar sabia?

Rs chorar? Justo você que sempre enxugou minhas lágrimas, justo você que sempre me disse que devemos gastar o tempo que choramos tentando resolver aquilo que nos aflige? O mundo realmente dá muitas voltas.


É não encontro forças agora, não consigo fazer desse tempo resolução, quero chorar sem medo, quero chorar sem me preocupar com o que os outros vão pensar. Quero chorar simplesmente chorar.


Isso, essa é a hora, chora, coloca pra fora tudo aquilo que te faz sofrer. Vai atrás, chama quem te machuca, diz tudo o que você pensa, descarrega nessa pessoa o sofrimento que ela te causa. É justo sim, se você pode sofrer por conta dela, nada mais justo ela saber o que te causa, vai ver ela nem se deu conta.


Enfrenta, sofre, se machuca, fica angustiada, grita, pede ajuda a graça da vida é levantar-se em um dia de sol depois de uma tempestade.


Um dia de sol... ta vendo? É disso que você precisa, faz um dia de sol em sua vida, joga tudo pra o alto, vive como você acha que deve.

Eu não posso, não posso fazer de conta que nada aconteceu, não posso correr assim de tudo que estou vivendo não posso fechar os olhos e de repente abrir como se tivesse vivendo outra vida.


Pode sim, você pode o que você quiser, a sua vida quem faz é você, ela é da cor que você pinta, não permita viver em preto e branco, apesar de belo nos tira o encanto das cores.


Aiiiiiii estou ficando louca, posso, não posso, vou, não vou, que loucura, que incerteza... Todas essas dúvidas estão mexendo ainda mais comigo, vocês disseram que ia me ajudar e estão me confundindo mais ainda.


Você achou mesmo que te daríamos respostas? Resoluções prontinhas só pra você aplicar? Não acredito que você seja tão ingênua, não é possível que você tenha cogitado essa possibilidade.


O que eu não entendo é porque ficam se metendo, se não podem ajudar não venham me dar palpites então. Ah vão resolver os problemas de vocês, já que vou resolver sozinha me deixem sozinha logo agora.


Tadinha ela pensa mesmo que está sozinha em algum momento, você não fica sem a gente minha cara, e sinta-se com sorte por te darmos o privilégio de poder nos ouvir, ou tudo seria bem mais complicado.


Mais complicado? Maiiiiiiiis complicado? Mais complicado que isso só se for a morte, é isso que vocês querem? Só eu morrendo poderia ficar mais complicado.


Vamos embora, começou o drama, já conseguimos mexer com ela, ela vai resolver tudo agora.

3 comentários:

karoline disse...

Como ela diz: as pessoas a nossa volta se tornam o que queremos que sejam.
Obrigada por me tornar tão VOCÊ!
Era o pedacinho perdido que ainda faltava em mim.
Amei o texto!

rone disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rone disse...

Nossa! Pata cê tá de parabéns.
Texto super interessante e criativo.
Conserve-se assim e você chegará longe.
Beijos...