segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Muitas vezes paramos em algum momento de nossas vidas e olhamos para trás, nos perguntamos o que fizemos e deixamos de fazer, nos perguntamos se sentimos até o momento que deveria ser, se deveríamos ter sentido ou deixado de lado determinadas emoções...
Nos perguntamos se devíamos mesmo ter ofertado ou negado aquele olhar, aquele abraço, aquele beijo, aquela palavra, aquele conforto... E nesses momentos percebemos o quanto permitimos que outras pessoas opinem sobre nossas emoções, o quanto somos permissíveis quando o assunto é sentimentos, o quanto muita vezes nos anulamos em benefício de algo ou alguém.
Atuamos como figurantes num palco que é nosso, num palco montado pela vida para que NÓS possamos brilhar cada vez mais, num palco que deveria arrancar aplausos, risos, lágrimas de emoções de todas essas pessoas que atuam em nossos papéis.
Percebemos então que o papel de protagonista era nosso e a correria do dia-a-dia acaba fazendo com que deixemos sempre pra amanhã aquela conversa, aquele esclarecimento, aquele adeus...
Chega de ser figurante de nossos próprios cenários, é hora de assumirmos as rédeas da situação, berrar, xingar, chorar,sorrir, tudo aquilo que for preciso na tentativa de externalizar o que sentimos verdadeiramente, é hora de sermos protagonistas de nossas vidas e recebermos os aplausos ou vaias que realmente merecemos.
Algumas coisas pendentes:
1- Andréia querida, o seminário foi sobre o uso da maconha, sofri pra desconstruir minhas concepções e construir novas concepções de acordo com o que estudei, mas no final deu tudo certo, ufaaaaaa.
2- Lou querida, eu sumi e vc também, acho que por isso que vc não pegou essa do tal que resolveu me conquistar rsrsrs. Bom, ele é um cara que apareceu em minha vida já faz algum tempo, desde quando eu morava num condomínio de onde me mudei, ele já tinha tentado algumas aproximações, mas eu sempre recuei por conta do meu encantamento por outra pessoa. Mas ultimamente nos reencontramos, ele tá me ajudando num trabalho, é advogado e eu preciso de algumas dicas sobre algo que tô escrevendo. É um cara muito simpático, gentil, educado e bonito e ultimamente descobri que é uma boa companhia, gosto de conversar com pessoas inteligentes e de quebra quando saímos vamos a lugares excepcionais. Mas acho que ele já entendeu que é só amizade, tomara, tô curtindo ter com quem conversar nesse período que tô com alguns probleminhas(depois conto), no mais é isso.
3- O feriado não me rendeu muitas coisas, mas o que importa é que fui pra casa depois do feriado, retornei hoje pra Pernambuco e pra vida corrida com as baterias recarregadas, como é bom ficar perto de quem amamos e sabemos com convicção que nos ama.
4- Lou meu bem, muito, muito, muitíssimo obrigada pelos elogios no seu espaço lindo, adorei saber que sou fofa, educada e doce, elogios são sempre bem vindos, mas quando vindos de seres iluminados como vc tem ainda mais sabor, valeu mesmo, vc é um doce.
Bom gente, é isso, um excelente início de semana pra todo mundo e muitos beijinhos pra vcs, beijinhos com sabor de amor verdadeiro.

7 comentários:

meus instantes e momentos disse...

gostei do teu blog, foi bom vir aqui.
Maurizio

Mauri Boffil disse...

"Nessa vida devemos ser protagonistas e antagonistas, nunca expectadores!"
Beijos!

Déia disse...

Melhor fazer algo e talvez se arrepender.. do que ficar na fantasia e na incerteza....do que aconteceria se tivesse feito diferente...

bj

Lou disse...

Dly, não sou doce, sou azeda! E vc merece muito os selinhos, fofa!

Tenho minhas restrições com advogados, mas, se esse seu é bacana, vai fundo, amiga!

É, ando sumida porque o bicho tá pegando...

Mas, vamo que vamo.

Beijos

Mônica disse...

Estou tentando entrar em cena...
Bjs

andreia inoue disse...

amiguinha querida,desculpa nao ter comentado antes no blog,passei um tempo fora do ar por conta dos problemas na fabrica,mais to de volta e ja vi o recadinho no post!
:)
e adorei esse texto,penso igual a vc,eh melhor fazer do que ficar fantasiando situacoes,eh sempre bom a gente ter as redeas da nossa vida na nossa propria mao,tem muita gente que adora lamentar e colocar a responsabilidade dos seus atos(ou falta deles)nos pais,namorados,...assim se livra das culpas ne?amei tudo q vc falou e vou ate reler novamente!
super beijaooo e vc sabe q sera muito bem vinda,se nao aqui tao longe,mais quando eu voltar viu?
e aquele parque fica pertinho de casa sim,eh caminho de casa!
beijaooo.

Barbara Bastos disse...

Parabéns pela forma como escreves. Transmite sentimento e emoção. Adorei teu blog. Voltarei aqui mais vezes.
Passa lá para conhecer o nosso cantinho!!!
Bjs
Barbara