terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Volta triunfal...

Devemos sempre avaliar o lado bom e ruim das situações em nossas vidas, de cada uma delas, mesmo quando aparentam ser eternas, quando sentimos que não vamos conseguir, que não vamos levantar. Quando acreditamos fielmente que a tempestade é constante e os dias de sol estão cada vez mais distantes, nessas horas tudo parece tão confuso, a gente tenta se apegar a todas aquelas coisas que todo mundo diz que tudo passa, que no fim tudo vai dar certo, que todo sofrimento tem um aprendizado; eu mesma vivo dizendo essas coisas, mas tenho que admitir: COMO É COMPLICADO VIVER UMA ADVERSIDADE, COMO DÓI A DÚVIDA, O MEDO, A ANGÚSTIA...
Mas tenho que admitir também, COMO É MÁGICO, como é LINDO passar por tudo isso, tenho mesmo que concordar com o sábio Freud quando diz que: " As experiências mais sofridas são as que mais amadurecem..."
Isso é fato, a gente sofre, chora, pede pra morrer, quer sumir, acha que está só... Mas depois toda a experiência é tão válida, o aprendizado nos enriquece de forma ímpar e indescritível.
Já passei por momentos ruins na vida não posso negar, desde as coisas mais ridículas do mundo, como sofrer por aquele carinha da escola que não me dava bola[ eu achava que isso era sofrimento] até perder, de verdade, pra outra vida alguém muito amado. Na hora dói tanto,a gente perde o chão e mais uma vez me apego em outro querido e amado, Drummond quando diz que: " A dor é inevitável, o sofrimento é opcional". Sofrer a gente vai mesmo, não tem jeito, mas podemos decidir a hora de voltarmos a viver, quando devemos tirar o foco da dor e vivermos outra vez as nossas vidas, talvez sem algo ou alguém, mas continuamos a viver e isso é o que importa. Com dor ou sem dor a vida continua e não dá mesmo pra parar assim, só nos resta ter força na peruca, sacudir a poeira e recomeçar, não importa mesmo onde paramos, o que importa é que podemos sempre recomeçar.
E minha vida hoje é assim, a cada dia tento construir um novo fim pra minha história, sei muito bem que não posso criar novos começos, eles já se foram, mas posso criar um novo fim a cada segundo e é assim que vou seguindo.
Tô escrevendo tudo isso porque talvez eu tenha vivido nesse último mês um dos momentos mais difíceis da minha vida, mas hoje me sinto tão bem que tenho convicção que eu precisava disso.
Tive um problema de saúde, que por conta de outra dificuldade física que eu já tinha se agravou, fiquei alguns momentos sem sentir as duas pernas, afirmo a todos, a sensação é horrível, tive muito medo, me senti tão incapaz... Depois essa sensação passou em uma das pernas e ficou na outra, era como se ela não me pertencesse mais, não obedecia aos meus comandos e me angustiava a cada dia. O começo não foi fácil, mas entre medicamentos, idas e vindas do hospital, injeções, e muito repouso fui me dando conta de que não adiantava me desesperar, o que tivesse que ser seria, minha perna só voltaria a ser minha se tivesse que ser e fui aceitando isso, me sentindo melhor a cada dia, não posso deixar de falar do apoio das pessoas mais que especiais que tiveram comigo nesse momento tão difícil, desde meus familiares amados, amigos tão queridos, até pessoas que nem me conheciam direito, mas que demonstraram tanta preocupação e uma preocupação tão sincera que são hoje parte de mim e jamais serão esquecidos.
Além desse meu problema de saúde tive algumas grandes decepções com pessoas que eu julgava essenciais em minha vida, elas não deixaram de ser especiais, pois eu jamais vou esquecer tudo de bom que já vivi por conta desses seres, mas num momento tão difícil precisei tanto dessas pessoas, necessitei tanto de uma palavra, um abraço, um sorriso e nada recebi, apenas o silêncio e a indiferença que me maxucaram de uma forma desumana, foi tão mais difícil suportar minha situação física sem essas pessoas, mas sobrevivi apesar de tudo e quero muito agradecer a todas as forças que comigo estiveram e me fizeram e fazem tão bem.
Quero muito agradecer a todos que aqui expressaram preocupação, carinho e apoio, de coração meus amados amigos blogueiros, recebam meu MUITO obrigada, pedi a minha amiga que escrevesse pra dar notícias e me emocionei muito quando ela imprimiu e me mostrou os comentários de vocês, me fez um bem incrível e saibam que contar com o carinho de seres tão especiais como vocês me impulsionou a querer seguir bem, me deixou muito animada com minha recuperação e foi parte fundamental dela.
Agradeço também a todos da minha família, aos amigos que apareceram, que ligaram, que mandaram mensagem, que pediram a seres superiores[independente de religião], a todos meu sincero MUITO obrigada e principalmente meu MUITÍSSIMO obrigada aos seres superiores, e grandes profissionais que me deram de presente minha amada perna de volta, só quem se sente como me senti pode saber a importância desse membro em nossas vidas. A perna ainda não é de todo MINHA, tá meio preguiçosa ainda, mas tô me recuperando e é isso que importa, agora me sinto bem fisicamente e me sinto muito bem também com minhas angústias, medos...
Quanto às pessoas que me decepcionaram, também o meu afeto e consideração, talvez daqui pra frente eu siga sem vocês, mas tudo foi muito lindo enquanto durou, não tentei jamais substituir nenhum de vocês e jamais farei a tentativa, pessoas são insubstituíveis, os lugares as vezes são ocupados, mas jamais da mesma forma, com o mesmo encanto, mas é a vida... Ciclos são fechados para que outros possam começar, talvez seja o fim de alguns ciclos e eu aceito.

Bom gente, já escrevi demais né? rsrsrsrs Desculpa mesmo por falar tanto, mas eu precisava falar, talvez falar pra mim mesma sabe? Para quem sabe finalmente conseguir fechar esse ciclo.

Já fui passeando pelo espaço de vocês pra matar a saudade e estou retomando minha vida...

Um beijo cheio de carinho pra cada um de vocês.

5 comentários:

Sandra Timm™ disse...

Adlianny!

Todos nós, que frequentamos o seu cantinho aqui, estávamos torcendo muito para que tudo desse certo pra você e logo estivesse junto conosco.

Foi muito bom ler sobre essa tua experiência e ver a força e a coragem com a qual vc enfrentou nesse momento tão difícil e a abnegação de saber que não adiantaria preocupar-se em excesso, pois o futuro a Deus pertence. E Ele, com certeza, está providenciando o que é melhor para vc.

Na vida temos decepções de onde menos esperamos, mas com elas aprendemos, crescemos e nos fortalecemos. É fácil? Não. Mas faz árte de um processo que temos que enfrentar todo o dia: a vida.

Espero que sua saúde se restabeleça cada vez mais e continue contando com a nossa torcida a teu favor.

Beijo

maíra disse...

oi! achei seu blog, axei legal e vou te seguir! me siga tmb! abração! ;)

Desabafando disse...

Que lindo esse post...acho que pelo que li você tirou o melhor da situação. E é na hora das dificuldades que conhecemos de verdade aqueles que são nossos amigos. Que vc feche esse ciclo e reinicie outros melhores.

Que fique totalmente recuperada logo.

Lou disse...

Dly, mas vc está melhor????????
Nossa, estou preocupada demais, viu...
É verdade, as pessoas decepcionam a gente e concordo com vc. Depois da raiva, vem esse sentimento de que foi um ciclo que se fechou. E acabou.

Beijos e se cuida!!!!
Melhoras...

andreia inoue disse...

ola queridona,espero q vc esteja se sentindo bem melhor,pelo menos o susto inicial ja foi superado, ne?
forca e procura seguir todas as recomendacoes medicas,tenta descansar o maximo possivel e cuidado com a alimentacao,
adorei o post e alem de vc ter tirado uma boa licao da situacao,nos passou essa licao,
:D
beijos linda.