segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009



Gente tenho que me desculpar, esses dias sumi legal. Mas minha vida deu um nó,volta
às aulas, volta à Pernambuco, volta a muitas coisas e essas voltas implicam também na certeza de que perdi(pra sempre) algumas coisas, isso dói e mexeu demais comigo.
É impressionante como as coisas ficam cada vez mais complexas, porém hoje tenho a certeza de que essa complexidade é causada, como tudo nessa vida. É causa de minha angústia e de minha satisfação; do meu tormento e de minha libertação... Arriscaria dizer que sou eu quem a causo, no entanto não ouso fazê-lo.
Também não importa quem causa, o que importa é que vivo disso e é isso que me faz tão bem e tão mal, antítese perfeita, paradoxo esplêndido.
Esses dias tenho vivido em constante retrospectiva, a cada novo fato que me é apresentado volto a épocas distantes de minha vida e me pergunto: E se fosse naquele dia como eu agiria? Isso é estranho sabe? É como se eu não me fosse mais, como se fossem várias pessoas que foram se apossando do meu corpo, posse no sentido literal da palavra, sem pedir licença, sem perguntar se podia. Chegavam, entravam e começavam a dar ordens que eu cumpria sem titubear.
O mais engraçado é que tenho cada vez mais certeza de que muitas pessoas ainda virão, o que me deixa apreensiva é que tenho me sentido tão bem como estou hoje, acho que essa é a pessoa que mais se parece comigo. A gente conversa, a gente se entende, mas tenho medo, muito medo que ela suma de repente, que dê espaço pra uma daquelas que me fizeram tão mal, que me fizeram sofrer tanto. Mas quem pode me garantir que hoje não me fariam bem se voltassem? Sei lá, realmente alguns dias são mais difíceis que os outros.
Eu quero sol e chuva; quero namorado e amante; quero ser freira e depravada; quero sorrir enquanto choro; quero sofrer pra apender a ser feliz; quero ser feliz pra aprender o que é sofrer, pois sei que a felicidade é momentânea demais; quero amor e sexo; quero prosa e poesia; quero o bem e o mal; quero tudo e quero nada, no entanto o que realmente importa nessa vida é continuar querendo SEMPRE, pois assim continuamos... seguimos sempre, não importa se caminhamos pra frente ou pra trás, o que importa mesmo é caminhar. Se deixou algo lá atrás precisando ser repensado volta, busca, briga... Prefira sempre quase morrer, pois quem quase vive já morreu.
Os dias difíceis sempre foram os meus preferidos, sempre que alguém me pergunta se quero notícia boa ou ruim quero logo a péssima... As coisas melhores podem modificar as que não são tão boas, no entanto as coisas tristes estragam qualquer dia de sol.
Bom, era isso, sei que escrevi algumas coisas sem nexo, tô meio pirada esses dias, mas sei que vão me entender.
A saudade de mim tava insuportável e por isso precisava me encontrar hoje.
Beijo grande pra todos vcs.

5 comentários:

Lou disse...

A gente vive numa eterna busca por nós mesmos...
Take your time.
Beijinhos

Mauri Stern Boffil disse...

Seja bem vinda de volta! Um abraço bombonesco!

Mônica disse...

Oi, vim dar uma olhadinha no seu blog e gostei.

Eu acho que nós realmente não somos seres únicos, que existem várias versões de nós mesmos e sempre descobrimos umas diferentes das outras, umas boas, outras nem tanto... A cada situação reagimos de uma forma e muitas reações podem existir para a mesma situação, dependendo de quem somos naquele dia.

Vixe... acho que filosofei demais...rs

Bjs

andreia inoue disse...

ola,sempre é um prazer conhecer pessoas novas,e quando entrei no seu blog me empolguei pelo modo que vc narra os acontecimentos,muito profundo e me levou a varias reflexoes,quer dizer,estou passando por momentos de mudanca,de decisoes,de perdas,de ganhos,eh muita coisa que esta acontecendo e vai acontecer em um periodo curto de tempo,
mais me diga,voce é pernambuca?ou voce vai morar em PE a trabalho ou a estudo?
voce nao vai acreditar,mais pernambuco é o lugar que mais adoro nesse mundo,principalmente pq naquela terrinha moram meus pais,irmaos,amigas e amigos,e cachorra,...sem falar na beleza da terra e na riqueza cultural,morei la durante um bom tempo,e agora estou a um tempinho no Japao,mais volto em breve para o brasil de novo,para sampa da garoa,espero que seja terra boa,...
mais eh isso,escrevi um jornal e espero que nos tornemos boas amigas blogueiras,tambem adoro a lou,sempre estou lendo e dando risadas bem gostosas,
beijos,beijos.
ah sim,a monica tambem estou lendo,e agora voce,estou adorando esse circulo bacana!!!!
e obrigada pelo comentario!!!

Lou disse...

Olá, dear!
Quer dizer que você estuda Psicologia? Que legal, bom saber! Que bom que o Freud explica. Se bem que ele explica tudo, né, tendo ou não razão, hahaha...
Então, estudo História do Brasil Colonial,
Beijo!