sábado, 20 de março de 2010

Muitas vezes na vida nos pegamos alheios aos nossos próprios sentimentos, à nossa própria vida... É engraçado quando nos pegamos pensando e sentindo coisas que aparentemente não são de nós, não reconhecemos a nós mesmos e isso nos causa muitas vezes uma angústia sem tamanho, mas pode também nos causar uma sensação de bem estar indescritível.
Eu sempre gostei de ter o controle da minha vida, de saber do que se trata e organizar direitinho todos os aspectos da minha existência, mas fui aprendendo ao longo do tempo que nem sempre isso é possível, fui aprendendo que muitas vezes não temos mesmo o controle de certos pensamentos e sentimentos.
Esses dias estou sentindo umas coisas estranhas, acho que posso me caracterizar nesse momento como uma dessas pessoas que estão alheias às suas vidas, no entanto a angústia inicial já passou e tenho aqui uma incrível sensação de bem estar causada por essa estranheza.
Estou sentindo coisas que eu jamais me permitiria sentir em meu juízo normal, sentindo coisas que eu ainda não sei denominar por pessoas que eu nunca imaginei, sentindo vontade de fazer coisas que sempre caracterizei como "sem noção", estou mesmo sentindo como se outro ser tivesse tomado conta do meu corpo físico e das minhas emoções. No começo tive medo, alguns desses sentimentos podem ser perigosos pra mim e eu tenho total consciência disso, um deles em especial pode acabar com uma história linda que vivi e por isso me sinto tão confusa, mas ao mesmo tempo me sinto tão livre, verdadeiramente não sei quem sou, muito menos o que quero ou para onde tenho desejo de ir.
Estou então me permitindo a todo momento, tenho permitido que minhas emoções venham à tona, claro que tenho me resguardado , não dá mesmo pra dar margem a tantas coisas, mas enquanto eu estiver sentindo essa sensação de bem estar vou ficar quietinha no meu canto, quero tentar não ficar pensando muito, não ficar complexificando coisas que podem ser muito simples e assim vou levando.
Tenho que confessar que eu nunca gostei da estranheza, mas ultimamente ela vem me encantando de forma única. Vou continuar me permitindo e depois faço um balanço de tudo isso.
* Eu precisava escrever sobre essas sensações, talvez não faça muito sentindo, mas sinto que daqui a algum tempo vou precisar reler isso pra reorganizar minha vida, sei lá, só uma intuição...
* Gente minha vida tá uma loucura, depois do susto inicial com meu problema de saúde decidi voltar pra Pernambuco e tentar dar continuidade à minha vida. Não posso negar que tá difícil, tá muito complicado mesmo, mas eu preciso continuar seguindo.
Estou tentando me readaptar à minha rotina, faculdade, aulas, reuniões, pesquisa, fisioterapia e tudo isso atrelado à muita dor às vezes e uma dificuldade de locomoção que vem me incomodando demais demais demais, mas a vida precisa seguir seu curso e eu tô tentando fazer tudo da melhor maneira possível, decidi que vou até onde suportar porque não posso ser tão displicente com certas coisas.
No âmbito sentimental da minha vida acho que tô bem, meus pensamentos continuam ocupados, agora talvez não tão claramente, mas continuam ocupados e isso me faz bem,muitas pessoas tem se mostrado extremamente receptivas com o meu problema e tenho contado com muito apoio, algumas angústias também já passaram \o/ e é isso...
Um beijo bem grande pra todos vocês meus queridos amigos blogueiros, vou tentar visitar todo mundo nesse tempinho, um lindo fim de semana pra todos e que essa próxima semana seja de muita paz.

5 comentários:

Desabafando disse...

Confesso que nao entendi muita coisa e não me arriscaria a palpitar sobre seus sentimentos mas continua seguindo adiante com força e determinação vencendo os obstáculos com paciência e fé.

Feliz dia do blogueiro pra ti.

Lou disse...

Ai, eu torço tanto pra que vc melhore e não sinta mais tanta dor!
Vc é uma menina muito forte, eu fico admirada.
Super beijo!

andreia inoue disse...

olaa queridona!
acho que vc esta certa em se jogar aos sentimentos,claro q a gente tem aquele medo de se machucar,tem a vontade de nao se arriscar ou demonstrar algumas coisas para se preservar,mais acho que depois q se passa por um problema serio de saude,se consegue enxergar a dimensao real da fragilidade da vida,entao temos que tentar viver,mesmo que se quebre a cara,mesmo que se sofra,mais em contrapartida tambem vai ter ganhos ne?foi isso que consegui entender do seu texto,e espero q vc consiga normalizar a facul e tudo o mais em breve,beijaooo.

Mônica disse...

É, saber quem somos é muito difícil já que sempre estamos mudando, tendo necessidade de adaptações, enfim... sempre nos percebemos diferentes a todo instante. Mas acho que é assim que tem que ser, né? Sinal de que coisas e pessoas nos tocam de alguma forma a ponto de nos modificar.

Força e saúde pra vc. Cuide-se.

Bjs

Déia disse...

Ter uma breve ideia do muito que somos e o potencial que temos para ser algo maior e melhor...ja é um belo começo!

Se encontre, se entregue, viva e seja feliz!

bjkas