domingo, 18 de julho de 2010

Lembranças do passado, sensações que até então não conhecia, o corriqueiro e o desconhecido, fundidos como se fossem indissociáveis, como se fizessem parte de um mesmo universo, de uma mesma existência. É fato, devo afirmar, fazem realmente parte da mesma existência, a minha existência, num turbilhão de emoções e sentimentos que me toma, que invade tudo em mim e me transporta.
Fico me perguntando se já passou, se isso ou aquilo já não aconteceu no passado, se já não vivi essa ou aquela sensação. Pergunto-me se sou mesmo merecedora de sensações tão únicas, se realmente devo estar vivendo tudo isso, no entanto não há tempo para perguntas, pois as respostas tiram todo e qualquer encanto e desde que eu disse SIM a viver TUDO o que tiver que viver, TUDO o que vier, eu decidi me permitir todo e qualquer encanto, independente de tempo, espaço ou duração.
Confesso que as vezes fico meio confusa, ainda mais agora, que algumas pessoas e situações do passado voltaram a me encantar, sei lá se já eram passado. A palavra passado remete à sensação de algo que passou, que apenas passou e não é assim que vejo essas pessoas e situações, elas não passaram apenas, é como se tivessem parado por um instante, como se tivessem me dado a chance de parar por um instante, de aprender algumas coisas e aqui estão elas, de volta, com tanta força, com tanto encanto que já nem sei...
Quero me permitir, quero viver absolutamente TUDO, mas tenho medo ainda, medo de algo que me fez recuar naquele tempo que já passou, mas que me faz ter a sensação hoje de que pode sim voltar, a sensação de que podemos e fazemos o tempo parar por alguns instantes e hoje acredito que estou pronta pra seguir, pronta pra deixar o tempo seguir seu curso e trazer de volta à minha vida essas pessoas e essas sensações.
Talvez vocês não entendam o que acabei de escrever, talvez seja só mais um devaneio, mas eu precisava falar, e agora tenho ainda mais convicção nas palavras do meu adorado e sábio Sigmund Freud: " O passado, o presente e o futuro estão entrelaçados pelo fio do desejo que os une."


Beijo grande e um lindo começo de semana pra todos vocês .

5 comentários:

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog do Depois do Divã. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

andreia inoue disse...

ola queridona,
imagino o que vc esta sentindo,e claro que depois vc vai ter que voltar e fazer outro post explicativo contando tudo nos minimos detalhes,ahhaha...
amei a frase e nao conhecia:" O passado, o presente e o futuro estão entrelaçados pelo fio do desejo que os une." Gostei demais dessa citacao,beijosss e aproveita a vida sem medo de se machucar.

Lou disse...

Já disse que adorei o layout novo?
É, realmente não entendi muita coisa do seu post, hehehe...
Mas, nesse caso, o Freud me parece certo.
Beijos!

Déia disse...

claro que da medo!

Mas as coisas podem estar mudadas, as pessoas mais maduras, as situações em outras circunstancias...

É como viver o novo, de novo...é se permitir acertar desta vez, ou confirmar que desta vez é a última!

Boa sorte!

bj

andreia inoue disse...

ola queridona,
estou louca por noticias suas viu?
saudades,
e vou deixar um recadinho:


http://eirabeiraetelha.blogspot.com/

Esse é o meu novo blog,daqui a um tempo estarei escrevendo apenas nele, irei abandonar o PAPIANDO.Sera que vc poderia seguir para que não percamos o contato?
beijaooo.